Startups
Somos uma Startup. Conceituamos Startup como uma empresa em fase embrionária que busca um modelo de negócio repetível, escalável e lucrativo, priorizando a inovação em um ambiente de alto risco, ou seja, “Uma Startup é uma instituição humana desenhada para criar um novo produto ou serviço em condições de extrema incerteza.”
Para qualquer empresa que atue como Startup, o risco é intrínseco, pois está diretamente ligada ao seu caráter experimental de negócio, pois sua operação é totalmente diferente das empresas convencionais. Enquanto os empreendedores tradicionais desenham um modelo previsível antes de iniciar suas operações, os idealizadores de Startups partem de uma solução inovadora e a desenvolvem conforme recebem o feedback do mercado. Ou seja, é a resposta dos clientes e investidores que determina o sucesso da Startup, que começa apenas com uma hipótese e arrisca tudo para provar seu valor.
É por isso que as Startups são focadas na solução de problemas em massa, tendo um papel relevante na sociedade. Por serem uma ideia inovadora e disruptiva, não há em que se basear para atingir o sucesso e não é possível verificar se a ideia é bem aceita previamente pelo mercado.  Tal ambiente é considerado incerto até que o modelo de negócio comece a mostrar que vai vingar e sua receita comece a crescer.
Para uma Startup, caso o modelo inicial não se mostre viável é necessário repensar e até mesmo reinventar todo o modelo. O que pode significar a necessidade de um novo montante de investimento. É muito comum as Startups pivotarem (alterarem ou abandorarem) seus conceitos, produtos, serviços e públicos-alvo, por exemplo, até encontrarem o modelo ideal.
É por isso que ao pensar em startup é necessário pensar em capital de risco. Visto que encontrar o modelo certo de imediato é uma tarefa difícil. Tal capital é de extrema importância na iniciação e no desenvolvimento de uma Startup, até que ela possua receita suficiente para se consolidar.
Para uma Startup uma forma de lidar com a incerteza é iniciar a Startup com um produto mínimo viável, o MVP, que tem como objetivo validar o modelo ajudando a compreender melhor o que o público-alvo deseja e gastando o mínimo possível.
Tipos
As Startups podem ser divididas de várias formas. Seguem abaixo seis classificações utilizadas pelo mercado:
Startups de pequenos negócios
Empreendedores iniciantes, com pouca experiência e visão administrativa limitada. Que comandam e controlam a própria empresa e não tem muito interesse em expandir o negócio, apenas movimentam a economia local.
Startups de negócios de escala
Empreendedores que encontram um modelo de negócio com grande potencial de crescimento e que necessita de investimento para crescer. Ou seja, já funcionam, mas precisam de capital de risco para expandir. Os mesmos visam, inclusive, desenvolver o seu negócio para abrir capital na bolsa ou ser comprado por investidores no futuro.
Startups de Estilo de Vida
Empreendedores que são movidos por um sonho e trabalham com uma ideia que amam. Tais empreendedores geram renda, mas sem deixar de fazer o que gostam já que não visam apenas dinheiro.
Startups de capital de risco massivo
Empreendedores com uma grande ideia e que precisam, então, de capital de risco para concretizá-la e instrumentalizar um modelo de negócio.
Social Startup
Pessoas que têm a ideia de fazer a diferença no mundo, ajudar outras pessoas e gerar resultados positivos para a sociedade, com ou sem fins lucrativos, ou mesmo uma mistura de ambos.
Grandes Companhias - Startups
Grandes empresas que já estão no mercado e precisam inovar seu modelo de negócio e se reinventar constantemente para sobreviverem, se adaptarem e crescerem nos novos contextos do mercado que está sempre se alterando.
Logo, com se pode perceber dentro da categoria Startups existem pequenas empresas locais até grandes companhias globais, mas todas sem exceção permitem ter três características em comum:
Inovadora
Por Inovação refere-se ao desenvolvimento de um produto, serviço ou modelo de negócio completamente novo ou ainda pouco explorado. Apresenta diferenciais valorizados pelo mercado e percebidos como algo novo e superior em relação aos concorrentes e, sobretudo, às soluções previamente apresentadas para os problemas dos consumidores.
Por ter esse caráter inovador, muitas vezes utiliza-se recursos digitais, mas não se limita a isso. É por causa desse aspecto que as pessoas acreditam que Startups são apenas empresas de base tecnológica relacionadas à internet.
Realmente é mais comum encontrá-las na internet, visto que é um meio mais rápido, barato e fácil de se propagar, mas não se limitam a isso.
Repetível
Ser repetível significa que o modelo de negócio é capaz de entregar o mesmo produto ou serviço em escala potencialmente ilimitada sem muitas customizações e adaptações. Ou seja, é possível replicar e reproduzir a experiência do produto ou serviço de forma simples.
 
Escalável
Ser escalável significa crescer cada vez mais sem que isso influencie no modelo de negócios. Podendo atingir rapidamente um grande número de consumidores a custos baixos, tornando a margem mais alta.
Um modelo de negócio repetível e escalável é uma das chaves de sucesso de Startups. Uma vez que este tende a atingir um grande número de clientes e gerar lucro de forma mais rápida, sem um aumento significativo dos custos e sem a necessidade de customizações para cada cliente específico.

Emporium Ananin - 2020